Livros de autoria própria e organizados

APRENDIZAGEM CRIATIVA DA LEITURA E DA ESCRITA E DESENVOLVIMENTO: PRINCÍPIOS E ESTRATÉGIAS DO TRABALHO PEDAGÓGICO. Appris, 2019

A leitura e a escrita estão presentes na sociedade, e cada vez mais somos convidados a pensar sobre os processos que perfazem sua aprendizagem e a forma como as utilizamos em nosso cotidiano. Ademais, a criatividade tem sido posta como essencial para o contexto escolar, o que nos invita a pensar tanto em que consiste como nas possibilidades de favorecer a sua emergência no contexto escolar.

Pensando nisso, as autoras desta obra apresentam uma nova concepção tanto da aprendizagem da leitura e da escrita quanto do desenvolvimento da criança, possibilitando a compreensão das inter-relações entre um tipo específico da aprendizagem e o desenvolvimento do aprendiz.

MN.jpg

SUBJECTIVITY WITHIN CULTURAL-HISTORICAL APPROACH. Springer, 2019

This book offers a theoretical and epistemological-methodological framework as an alternative approach to the instrumental-descriptive methodology that has prevailed in psychology to date. It discusses the differences between the proposed approach and other theoretical and methodological positions, such as discourse analysis, phenomenology and hermeneutics. Further, it puts forward a proposal that allows the demands of studying subjectivity to be addressed from a cultural-historical standpoint.
 

capa springer.jpg

TEORIA DA SUBJETIVIDADE: DISCUSSÕES TEÓRICAS, METODOLÓGICAS E IMPLICAÇÕES NA PRÁTICA PROFISSIONAL. Alínea, 2020

O livro traz uma contribuição importante ao desenvolvimento e ao avanço da Teoria da Subjetividade, formulada por Fernando Luis González Rey (1949-2019). Trata-se, por um lado, da expressão do legado do pensamento e da obra do autor e, por outro, da síntese do resultado das últimas pesquisas realizadas com base nas ideias por ele desenvolvidas, o que mostra o empenho de seus seguidores em continuar aprimorando os conceitos principais da teoria.

livro_frente_ze.jpeg

SUBJETIVIDADE, APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO - ESTUDOS DE CASO EM FOCO. Alínea, 2019.

A intenção nas argumentações de cada capítulo que compõe este livro é mostrar que o desenvolvimento subjetivo é a grande possibilidade quando se trata de avançar na compreensão de processos educativos inovadores ou daqueles conflitantes e desafiadores. Dessa forma, é ele que possibilitará a emergência do aprendiz como sujeito ou agente de sua ação, ou seja, é a pessoa que, ao vivenciar os singulares processos de aprender e se desenvolver, produz recursos subjetivos próprios que vão permitir o enfrentamento dos desafios que, muitas vezes, se interpõem.

imagem_1159.jpg

EPISTEMOLOGIA QUALITATIVA E TEORIA DA SUBJETIVIDADE - DISCUSSÕES SOBRE EDUCAÇÃO E SAÚDE. Edufu, 2019

Os temas centrais do presente livro são Epistemologia Qualitativa, Teoria da Subjetividade e Metodologia Construtivo-Interpretativa, tomando pelo ângulo da pesquisa em educação e saúde. O objetivo é mostrar o estado atual dos estudos nesses campos, vinte anos depois que se idealizador, Fernando González Rey, estabeleceu os conceitos, bem como as teses e os pressupostos teóricos e metodológicos principais no livro Epistemología Cualitativa y Subjetividad (1997). O livro reúne os nove textos das mesas redondas organizadas por ocasião do I Simpósio Nacional de Epistemologia Qualitativa e Subjetividade, realizado nos dias 21, 22 e 23 de setembro de 2017 no Centro Universitário de Brasília.

n3.jpg

SUBJETIVIDADE - TEORIA, EPISTEMOLOGIA E MÉTODO. Alínea, 2017.

Esta obra representa uma contribuição madura dos autores, que têm organizado e desenvolvido essa linha de trabalho durante mais de 20 anos. Apresentam-se nela novas reflexões sobre a relação entre Teoria da Subjetividade, Epistemologia Qualitativa e Metodologia construtivo-interpretativa que se aprofundam, de forma simultânea e didática, no processo de construção da informação encarado dessa perspectiva..

capa_17_3.jpg

Psicologia, educação e aprendizagem escolar: avançando na contribuição da leitura cultural-histórica. Cortez, 2017.

No livro “Psicologia, educação e aprendizagem escolar”, avançando na contribuição da leitura cultural-histórica, Albertina Mitjáns Martínez e Fernando González Rey, a partir de uma concepção complexa da aprendizagem escolar, fundamentada nas noções de subjetividade, subjetividade social e desenvolvimento subjetivo, permitem um avanço crítico no âmbito e no âmago da Psicologia, em suas concepções e práticas no campo da educação.

 O sujeito que aprende: Diálogo entre a psicanálise e o enfoque histórico-cultural. LiberLivro, 2014.

O livro 'O sujeito que Aprende: dialogo entre a psicanálise e o enfoque histórico-cultural é resultado de projeto de pesquisa desenvolvido por um grupo de trabalho integrado por professores e pesquisadores da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília e da Faculdade de Psicologia da Universidade de Buenos Aires, interessados em mostrar como diferentes referenciais se aproximam na compreensão da aprendizagem escolar, assim como das dificuldades de aprendizagem, como processos complexos.

Subjetividade Contemporânea: discussões epistemológicas e metodológicas. Alínea, 2014.

O livro tem como foco a discussão dos problemas e os desafios epistemológicos e metodológicos que a complexidade da subjetividade coloca para aqueles que trabalham com o tema, não apenas como objeto de pesquisa em diferentes campos, mas, também, em processos de avaliação e de intervenção psicossocial. Desenvolvido com amplitude e diversidade consideráveis, privilegia a discussão da Epistemologia Qualitativa elaborada por González Rey e seus desdobramentos metodológicos, tendo como eixo a sua novidade como forma diferenciada de produção de conhecimento acerca da subjetividade e sua pertinência para o estudo desta

 Aprendizaje y Subjetividad. Eudeba, 2014.

El libro es la síntesis de los resultados obtenidos en la investigación conjunta de un grupo de investigadores de la Cátedra de psicopedagogía Clínica de la universidad de Buenos Aires y profesores e investigadores de la Faculdad de Educación de la Universidad de Brasilia. (Subsidio Mincyt-Capes) Los diferentes capítulos tienen en común el análisis de las características sobresalientes del aprendizaje escolar en el cual lo subjetivo, tanto en su dimensión individual como en la social, ocupa un lugar central para la comprensión del proceso de simbolización de niños y adolescentes contemporâneos.

Criatividade e Inovação nas organizações: Desafios para a competitividade. Atlas, 2013.

O livro aborda dois temas de extrema relevância para a competitividade que se mostram como desafios para aqueles que atuam como gestores em diferentes contextos organizacionais. Ao situar a criatividade nas organizações, indica-se a relevância que o ambiente assume na expressão da criatividade dos trabalhadores, fazendo com que se busquem estratégias para que haja comprometimento no trabalho, que as pressões existentes não ultrapassem a capacidade de enfrentamento e que ocorra prazer na realização das rotinas sem perder espaços para a ocorrência da criatividade. Destina-se a estudantes de graduação, de pós-graduação, docentes, gestores e especialistas nas áreas de Administração, Psicologia, Tecnologia, e pela sua fundamentação científica e seus desdobramentos práticos pode ser útil para todos aqueles interessados na busca de aplicações ou na reflexão e construção de novos conhecimentos sobre criatividade e inovação

 Ensino e aprendizagem: a subjetividade em foco. Liber Livro, 2012.

As profundas e complexas inter-relações entre subjetividade, ensino e aprendizagem constituem um tema desafiador, sobretudo, para os pesquisadores que trabalham nas áreas da psicologia e da Educação. Na sala de aula, alunos e professor interagem como sujeitos, perfazem suas trajetórias de vida e sem dúvida são marcados por muitas experiências que constituem suas subjetividades 

Possibilidades de Aprendizagem: ações pedagógicas para alunos com dificuldade e deficiência. Alínea, 2011.

A implantação das políticas de inclusão escolar assim como os resultados obtidos nos diferentes instrumentos de avaliação da qualidade da educação têm dado crescente visibilidade a uma população escolar que se constitui em constante desafio para os educadores: os alunos que apresentam dificuldades para aprender e os alunos com deficiências. 

Enfrentar essa problemática é o propósito deste livro, organizado com o objetivo de trazer contribuições para a reflexão dos contextos inclusivos, das práticas sociais e das concepções que estão em suas bases, assim como, especificamente, trazer uma compreensão dos processos de aprendizagem desses alunos, e estimular, principalmente, novas práticas pedagógicas.
O livro coloca em relevância a aprendizagem escolar, em análises reflexivas e propositivas. Enfatiza as condições e oportunidades que, na escola, oportunizam aos sujeitos superarem obstáculos externos e condições subjetivas, fortalecendo suas possibilidades no processo de aprender.

A Complexidade da Aprendizagem: destaque ao ensino superior. Alínea, 2010.

Os diferentes capítulos do livro revelam uma representação da aprendizagem escolar que difere das concepções dominantes, ao considerá-la como um processo que não pode ser compreendido fora da teia de elementos subjetivos constitutivos do aprendiz, assim como dos processos históricos, sociais, culturais e institucionais que configuram os espaços sociais nos quais a aprendizagem se produz. As implicações que uma concepção de tal tipo têm para a prática pedagógica e para a formação de educadores é ilustrada nas práticas pedagógicas e nos resultados de pesquisas apresentados.
A obra apresenta interessantes resultados e reflexões sobre os processos de aprendizagem na graduação e na pós-graduação assim como sobre a aprendizagem dos professores. 

La Creatividad: Un bien cultural de la humanidad. Trillas, 2008.

Todos somos potencialmente creativos siempre y cuando tengamos la oportunidad de desarrollar determinados habilidades relacionadas con la actividad que realizamos. En ese sentido, la creatividad se aprende de la misma forma en que se aprende a procesar la información, a desarrollar determinadas habilidades manuales, intelectuales o socio afectivas, así como cuando incorporamos valores y actitudes a nuestro repertorio de rasgos y conductas. Este libro sintetiza las aportaciones de un equipo multidisciplinario de investigadores especialistas en el tema de la creatividad, procedentes de México, América Latina y España, quienes participaron en el rally de creatividad del fórum mundial de la cultura Monterrey 2007.

Psicologia Escolar e Compromisso Social. Alínea, 2005.

O livro, importante para a mudança de visões e práticas, revela novas formas de atuação do psicólogo na instituição escolar para fazer frente tanto a demandas sociais emergentes quanto a políticas públicas relevantes como as relacionadas com o processo de inclusão escolar. Também apresenta experiências do trabalho do psicólogo em outros contextos educativos institucionalizados e debate os desafios que a necessidade de novas formas de atuação e de visão da realidade apresentam para a formação do psicólogo, especialmente os relacionados com a dimensão pessoal da formação.

O outro no desenvolvimento humano: Diálogos para a pesquisa e a prática profissional em psicologia Thomson, 2004.

Com o objetivo de enfatizar o estudo da diversidade das alternativas de análise em Psicologia, os autores desta obra tentam suscitar as muitas possibilidades que norteiam o caminho dessa área que ganha cada vez mais interesse entre as ciências humanas. Dividido em oito capítulos, o livro mostra aos estudantes de Psicologia o diálogo sobre a relação sujeito-outro no desenvolvimento humano, abordando as perspectivas que os autores vêm construindo como pesquisadores e docentes. Focado sempre no desenvolvimento humano, o livro oferece um constante debate epistemológico em Psicologia, examinando qual o lugar do outro nesse desenvolvimento, destacando ainda a importância central que esse debate tem em outras áreas como a Educação e a Saúde, permitindo que estudiosos e pesquisadores nessas áreas tenham à disposição mais uma ferramenta para lidar com um assunto profundo e difícil de ser estudado: o ser humano

Criatividade, personalidade e educação. Papirus, 1997.

Este livro apresenta uma nova forma de compreender a determinação psicológica da criatividade e esboça suas implicações tanto na esfera metodológica quanto na criativa. São retomadas descobertas de outros autores, aqui integradas num novo quadro conceitual. Também são expostos os resultados de pesquisas e experiências pedagógicas, com o objetivo de fundamentar e ilustrar as teses essenciais.

La personalidad, su educación y desarrollo. Pueblo y Educación, 1989.

En el presente libro se pretende analizar la personalidad del hombre, sus formaciones y mecanismos essenciales en tres esferas fundamentales de expresión de la personalidad: la moral, la de su orientacion cognitiva y profesional, y la salud, esferas estrechamente vinculadas, que aparecen como un fenomeno único en el hombre como sujeto del comportamiento.

Pensar e Crear: Educar para el Cambio. Editorial Academia, 1995.

Este libro se publica en 1995 por la Academia de Ciencias  de Cuba y reúne una serie de  trabajos en relación a la creatividad e inteligencia en la educación.